Provocar a admiração dos nossos semelhantes

Uma primeira intenção defeituosa está na publicidade que procuramos dar às boas obras, para provocar a admiração dos nossos semelhantes.
(Georges Chevrot)