Conviver

Conviver, viver com os outros em sociedade: uma colecção de frases, citações, mensagens e pensamentos. Não vivemos isolados. No convívio com as outras pessoas aprendemos, sofremos, amamos. Construímo-nos e construímo-los. As nossas virtudes crescem ao lidar com outros.


Por fim tens de te acalmar

Serenidade. – Por que te zangas, se zangando-te ofendes a Deus, incomodas os outros, passas tu mesmo um mau bocado… e por fim tens de te acalmar?
(Josemaria Escrivá)

Aa falsa suposição da igualdade entre os homens

Debaixo de toda a vida contemporânea encontra-se latente uma injustiça profunda e irritante: a falsa suposição da igualdade real entre os homens. Cada passo que damos entre eles mostra-nos tão evidentemente o contrário que cada caso é um tropeção doloroso.
(Autor desconhecido)

Se um coração é grande

Se um coração é grande, nenhuma ingratidão o fecha, nenhuma indiferença o cansa.
(Leon Tolstoi)

O perfeito conhecedor dos homens

O coração humano é um instrumento de muitas cordas. O perfeito conhecedor dos homens sabe fazê-las vibrar todas, como um bom músico.
(Charles Dickens)

Só os homens constroem a sua solidão

Num mundo em que a vida se une tão bem à vida, em que as flores se casam umas com as outras no próprio leito do vento, em que o cisne conhece todos os cisnes, só os homens constroem a sua solidão.
(Saint-Exupéry, Terra dos Homens)

Costumamos justificar-nos

Costumamos justificar-nos, enganar-nos a nós próprios e racionalizar qualquer coisa, contanto que encontremos uma saída airosa para a nossa forma de agir. Estamos cada vez mais longe da realidade e, no entanto, as acções e suas consequências estão patentes: posso mencionar, trair e enganar por mil motivos, mas aceitar o facto de que me tornei um mentiroso e um traidor não me agrada absolutamente nada.
Tento encontrar mil justificações que me desculpem, ponho a culpa dos meus actos no que me rodeia ou nas outras pessoas, para, deste modo, fingir que agi correctamente e que sou boa pessoa.
(Nuria Chinchilla & Maruja Moragas, in “Senhores do nosso destino”)