Ouve-se o eloquente com prazer. O sábio, ouve-se com proveito.
(Santo Agostinho)