O primeiro dever da inteligência

O primeiro dever da inteligência é desconfiar dela mesma.
(Einstein)