O mal não é nunca amado

O mal não é nunca amado senão sob o aspecto de bem; isto é, na medida em que é verdadeiramente um bem sob determinado aspecto, mas é concebido como um bem em absoluto.
(S. Tomás de Aquino)