É precisamente face a tudo o que nos desagrada, nos contraria e nos faz sofrer que somos muitas vezes chamados a sermos livres, a “escolher” o que não quisemos e que até talvez nunca quereríamos de maneira nenhuma. Há na existência uma lei paradoxal: não podemos ser verdadeiramente livres se não aceitarmos que nem sempre o podemos ser.
(Jacques Philippe)