Este país está a encher-se de jovens que beberam a escolaridade obrigatória até à última gota e que agora não sabem fazer… nada. Vemo-los hoje frequentar todo o género de casas nocturnas com o dinheiro dos pais. Amanhã, como não aprenderam a trabalhar, terão de tentar sobreviver à custa de adaptações ou de truques, talvez não muito de acordo com a lei ou com os bons costumes.
(Paulo Geraldo)