Desligar a criança do amor é, na nossa espécie, um erro metodológico: contracepção, que é fazer amor sem fazer uma criança; fertilização artificial (in vitro), que é fazer uma criança sem fazer amor; aborto, que é desfazer a criança; e pornografia, que é desfazer o amor: tudo isto, em graus variados, é incompatível com a lei natural.

(Jerôme Lejeune)