O frio, as feras, a fome encostaram os homens uns aos outros. Tornaram-se assim mais fortes. Cresceram juntos, moldaram uma língua comum, habitaram dentro dos mesmos horizontes. Da família fizeram a pátria, sem que a pátria anulasse a pessoa ou a família. Compreenderam que não há vitórias individuais; que não adianta alguém chegar à meta se os outros não vão também.
Mas parece-me que nos temos tornado imaturos, talvez por termos agora uma vida mais fácil do que noutros tempos. Numa época em que começam a existir condições para que da pátria, sem a anular, se faça um outro conjunto maior, porque o mundo se tornou mais aconchegado, deparamos com a força imensa do egoísmo nas suas diferentes formas.
(Paulo Geraldo)