Acusando o próximo, procura esquecer a si mesmo

Quem não quer reconhecer seus pecados ata-os às costas como uma mochila e põe em evidência os pecados dos outros. Não por diligência, mas por inveja. Acusando o próximo, procura esquecer a si mesmo.
(Santo Agostinho)