A ignorância deixa a consciência às escuras: não pode decidir bem porque lhe faltam as bases; porque está deformada ou porque foi pouca formada, fica condicionada por qualquer influência ou ideia. Também as várias manifestações da fraqueza pressionam ou abafam a voz da consciência, quer por acção das paixões desordenadas, quer por causa da preguiça.
(Juan Luis Lorda)